31 de ago de 2010

PRESENÇA DE JESUS


A PRESENÇA DE JESUS NÃO SIGNIFICA AUSÊNCIA DE TEMPESTADE

Somos como uma embarcação sobre as águas do mar da vida. Às vezes, elas estão calmas; o céu está claro, e o sol brilha. Mas, de repente, o tempo muda, e tempestades assolam nossa embarcação. Então, como os discípulos de Jesus, ficamos sobressaltados; chegamos até a pensar que o Mestre está dormindo, ou não se importa conosco e coma nossa situação. Esquecemos que o nosso Deus não dorme nem cochila ( SL 121.3); que Ele está atento a tudo, observando a nossa maneira de ser, de agir e reagir às circunstâncias da vida. Está provando a nossa fé nEle!

Se você estiver enfrentando alguma tempestade, saiba que, se Jesus estiver no seu barco, este não afundará; antes, chegará ao seu destino com você são e salvo, e isso servirá de testemunho para muitos que estão observando seu estilo de vida e consistência da sua fé.

Não reclame! Clame ao Senhor! Não faça como muitos cristãos que murmuram contra Deus, pensando que, por ter a extraordinária presença de Jesus no seu barco, não enfrentarão tempestades; que sua vida será um mar de rosas; que conquistarão patamares maiores sem um esforço pessoal.

Eles estão enganados! Precisam perceber que a extraordinária presença de Jesus na embarcação da nossa vida nos proporciona, sim, a confiança de que a tempestade não irá durar a vida toda; o Senhor a fará cessar. Ele dirá: Vento, cala-te! Mar, aquieta-te!

Outra coisa que precisamos saber é que a tempestade não é para nos destruir; antes, é para fortalecer a nossa fé e permitir-nos conhecer melhor o Senhor aquém servimos.

Foi isso que aconteceu aos discípulos. Após Jesus repreender os ventos, eles ficaram maravilhados com aquilo e indagaram: Mas que é este que até o vento e o mar lhe obedecem? (Marcos 4.41)

Essa verdade acalma a nossa alma e nos faz confiar que não viveremos em todos os momentos de nossa existência angustiados, porque a extraordinária presença de Jesus nos garante bonança! Jesus nos concederá a vitória, fazendo-nos chegar a um porto desejado com segurança!

Quão glorioso é saber que a extraordinária presença de Jesus está conosco todos os dias até a consumação dos séculos, na pessoa do Espírito Santo, e que podemos louvar ao Senhor por isso, porque coisas extraordinárias vão acontecer em nossa vida!

Trecho extraído do livro do Pastor Silas Malafaia: “A EXTRAORDINÁRIA PRESENÇA DE JESUS”

13 de ago de 2010

SUBMISSÃO NO CASAMENTO


POR QUE A BÍBLIA FALA A RESPEITO DE SUBMISSÃO NO CASAMENTO? O QUE DEUS QUER DIZER COM ISSO?

O respeito mútuo conduz o lar a uma vida tranqüila.

Se você já conviveu com um casal que discute muito, sabe que é possível sentir a tensão no ar- desde o momento em que chega à porta da casa. Não é divertido visitá-los é?

Mas, quando o casal cumpre os deveres determinados por Deus para o casamento, a vida no lar é mais tranqüila. Estes princípios estão claramente registrados em Efésios 5. A mulher deve ser submissa ao marido (v.22) que, por sua vez, deve amar a esposa (v.25).

No momento em que marido e esposa respeitam um ao outro, sempre buscando o melhor para os dois, eles testemunham o amor de Deus especialmente quando tantos casamentos estão se desfazendo.

Se têm muito ( um banquete) ou pouco ( um pedaço de pão seco – ou talvez a versão atual disso, arroz com feijão!) não importa. O que interessa é como se relacionam.

Se o seu quarto é cheio de “paz e tranqüilidade”, as pessoas vão querer ir à sua casa. E você pode ter a chance de apresentá-las, não somente àquilo que é um casamento sadio, mas ao principal curador, Jesus Cristo! Veja também Efésios 5. 21-33; Filipenses 2. 1-11)

Vale à pena lembrar:

É melhor um bocado seco, e com ele a tranqüilidade, do que a casa cheia de iguarias e com desavença. Pv.17.1

(Extraído da “Bíblia de Estudo da Mulher” – Editora Atos)